História

O DCE DA UFGD

2006 – Criação | 2007 – Gestão Construir para Conquistar

No dia 03 de junho de 2006 foi realizada a assembleia de estudantes que criou o DCE da UFGD. No dia 07 de novembro do mesmo ano foi eleita para a Diretoria do DCE a Chapa “Construir para Conquistar”. A eleição teve a participação de 656 votantes. A primeira gestão do DCE UFGD tomou posse no dia 09 de fevereiro de 2007.

Fonte: Matéria jornalística, disponível em Dourados News.

2009 / 2010 – Gestão O Tempo Não Para

 Pelas informações levantadas, depois de um período de esvaziamento, foi marcada uma nova eleição para a Diretoria do DCE que ocorreu no dia 25 de maio de 2009. A eleição foi disputada entre as chapas Ruptura e O Tempo Não Para, na qual a última foi eleita com 78% dos votos e tomou posse no dia 04 de junho de 2009.

Fonte: Blog da gestão O Tempo Não Para do DCE-UFGD: dceufgd.blogspot.com

2011 / 2012 – Chapa RenovAção

Novamente após mais um período de estagnação, no dia 15 de junho de 2011 foi eleita para a Diretoria do DCE UFGD a Chapa “RenovAção”, tendo obtido 815 votos contra 477 da Chapa “DCE de Verdade”.

Fonte: Documentos do DCE, disponível em: Arquivo. Blog da gestão RenovAção: dcedaufgd.blogspot.com

2013 / 2014 – Gestão Fazer (e) Acontecer

No dia 28 de março de 2013 ocorreu uma nova eleição para a Diretoria do DCE. Haviam duas chapas candidatas. A Chapa “Fazer (e) Acontecer” recebeu 235 votos e a Chapa “Voz Ativa” 231 votos. Desta forma a gestão do DCE em 2013 foi coordenada pela Chapa Fazer (e) Acontecer. Também há registro da realização do I Congresso de Estudantes da UFGD entre os dias 3 e 5 de abril de 2014 com o tema “O poder transformador da juventude”, no entanto, não há nenhum registro dos debates realizados ou de documentos aprovados pelo Congresso.

Fonte: Documentos do DCE, disponível em: Arquivo.

2014 / 2015 – Gestão DCE de Todos e Todas

​As eleições para o mandato 2014/2015 foram realizadas no dia no dia primeiro de outubro de 2014 e disputaram duas chapas. De um lado a Chapa 1 “Todxs Iguais, braços dados ou não”, composta pelos coletivos “RUA-Juventude Anticapitalista”, “Juntos” e por estudantes independentes que obteve 34% dos votos (349). Do outro lado, a Chapa 2 “DCE de todos e todas”, composta pela força “Reconquistar a Une” que obteve 65% votos (676), tendo esta ultima sido eleita. 

Fonte: Documentos do DCE, disponível em: Arquivo.

Greve Estudantil de 2015 | Período de Esvaziamento do DCE

No dia primeiro de junho de 2015 estudantes da UFGD reunidos em Assembleia Geral Extraordinária no Auditório da Unidade 1 da UFGD deflagraram Greve Estudantil em apoio à greve dos docentes e dos técnicos administrativos da universidade. A principal pauta da grave era a revogação do Ajuste Fiscal promovido pelo governo Dilma que cortava investimentos das universidades. Foram mais 120 dias de greve, diversas atividades, mobilizações e debates. Durante todo o período a representação estudantil ficou a cargo do Comando de Greve Estudantil da UFGD, formado por estudantes representantes de Centros Acadêmicos e cursos da universidade. Durante o período foi construído o Fórum Unificado da UFGD que reunia as três categorias na reivindicação de pautas comuns.

A Greve Estudantil chegou ao fim no dia 02 de outubro de 2015, tendo sido tomada a decisão em Assembleia Geral. Com ela foi dissolvido o Comando de Greve, assim, o DCE UFGD voltou a responder pela representação estudantil. O mandato da então gestão do DCE deveria se encerrar ainda em outubro de 2015, mas não foram realizadas novas eleições e o DCE passou por um longo período de desmobilização e esvaziamento.

Fonte: Páginas do Comando de Greve Estudantil da UFGD e do Fórum Unificado da UFGD no Facebook.

2016 | Ocupação da Reitoria da UFGD

Após o período de imobilismo do DCE, a partir de Agosto de 2016 os Centros Acadêmicos da UFGD começaram a se reunir em Conselhos de Entidades de Base para discutir pautas importantes do cenário nacional que se desenhava. Animados pelo movimento de ocupação de escolas que tomava o Brasil como resposta às políticas de austeridade do Governo Temer, o Movimento Estudantil universitário, através dos Centro Acadêmicos, convocou uma Assembleia Geral na UFGD para debater as medidas de cortes de programas e bolsas nas universidades. A assembleia realizada no dia 19 de outubro, ainda durante período de recesso, lotou o auditório da Unidade 1 da UFGD e os estudantes se posicionaram majoritariamente em apoio ao movimento de ocupações de escolas, contrários à PEC 241 (Novo Regime Fiscal) e à Reforma do Ensino Médio, assim como, em mobilização constante pela revogação de tais medidas.

No dia 21 de outubro de 2016 estudantes do curso de Licenciatura em Educação no Campo da UFGD (LEDUC) decidiram ocupar o prédio da reitoria tendo como reivindicação a abertura do processo seletivo de vestibular para o seu curso, cuja não abertura ameaçava a existência da LEDUC. Após um dia intenso de atividades a reitoria cumpriu a reivindicação e o prédio foi desocupado.

As mobilizações contra as medidas do governo Temer continuaram em outubro e novembro e o Movimento Estudantil convocou atos em Dourados . Também havia sido marcada para o dia 09 de novembro uma nova Assembleia Geral Estudantil da UFGD. Mais de 200 estudantes compareceram à assembleia, onde foram discutidos dois pontos principais: – Resistência contra a Pec 241 (que se transformou em PEC 55) e Greve Geral na Educação. Como principal encaminhamento da assembleia foi definida, por voto da maioria dos presentes, a ocupação imediata do prédio da reitoria da UFGD contra a PEC 55 e contra a Reforma do Ensino Médio. A reitoria da UFGD permaneceu ocupada até o dia 18 de novembro, quando os estudantes ocupantes decidiram pela desocupação diante da assinatura de termo de compromisso da reitoria com as pautas locais e de uma determinação judicial de reintegração de posse.

Fonte: Páginas do movimento Ocupa UFGD e Resiste Leduc.

2017 | Gestão Aliança

O período pós-ocupação da UFGD foi de eferverscência para o Movimento Estudantil. Ainda em dezembro de 2016, através dos Centros Acadêmicos, foi organizada uma Comissão Eleitoral para coordenar o processo de eleição da Diretoria do DCE UFGD para o ano de 2017. O pleito ocorreu durante os meses de fevereiro e março de 2017 e se transformou na eleição com maior participação estudantil da história do DCE. Disputaram a Diretoria da entidade duas chapas. De um lado a Chapa 1 “Aliança”, constituída pelo recém criado movimento “Aliança pelos Estudantes” que havia assumido protagonismo nas iniciativas anti-greve e anti-ocupação na UFGD. E do outro lado a Chapa 2, “Construção – Por um novo DCE”, formada por integrantes do Movimento Estudantil, dos Centros Acadêmicos e também do movimento de Ocupação da Reitoria.

A votação foi realizada no dia 16 de março e contou com a participação de 1.545 votantes. A Chapa 1, “Aliança”, obteve 50.7% dos votos válidos (780) e a Chapa 2, “Construção – Por um novo DCE”, obteve 49.3% dos votos válidos (761). A Gestão Aliança tomou posse no dia 20 de março de 2017 e permaneceu até o dia 20 de fevereiro de 2018. Durante o mandato da Gestão Aliança foram realizadas poucas reuniões do Conselho de Entidades de Base, das quais só se tem registro no arquivo daquelas reuniões que foram convocadas pelos próprios Centros Acadêmicos, também não há registro de prestações de contas da referida gestão.

Fonte: Página da Comissão Eleitoral do DCE no Facebook. Documentos do DCE, disponível em: Arquivo.

2018 | Gestão Solte a voz

Ainda no final de 2017, por iniciativa dos Centros Acadêmicos, o Conselho de Entidades de Base se reuniu para definir e organizar o processo eleitoral de escolha da nova Diretoria do DCE para o ano de 2018, diante da situação de esvaziamento da entidade. O período eleitoral se iniciou em dezembro de 2017 e se discorreu até fevereiro de 2018, tendo tido uma única chapa inscrita para a disputa. A votação foi realizada no dia 7 de fevereiro e contou com a participação de 537 votantes, dos quais 94% (498) votaram SIM para a Chapa “Solte a Voz”, ouros 6% votaram não (28). A chapa “Solte a Voz” tomou posse no dia 20 de fevereiro de 2018, contanto com a participação de mais de 30 integrantes de 10 faculdades da UFGD e tendo como principal proposta a reconstrução do DCE da UFGD. Acesse o Plano de Gestão da chapa: Plano de Gestão – Gestão Solte a voz

2019 | Gestão Embarque na luta!

Ainda no final de 2018, se iniciou o processo eleitoral para escolha da nova gestão do DCE UFGD. O período eleitoral se iniciou em novembro e dezembro de 2018. A votação foi realizada no dia 29 novembro e contou com a participação de 792 e votantes, dos quais 93% (739) votaram SIM para a Chapa “Embarque na luta”, outros 6% votaram não (52). A chapa “Embarque na luta!” tomou posse no dia 06 de dezembro de 2018, contanto com a participação de mais de 50 integrantes de 10 faculdades da UFGD e tendo como principal proposta a continuidade do trabalho inciado em 2018 visando o avanço no fortalecimento do Movimento Estudantil e o avanço na luta dos estudantes. Conheça o Plano de Gestão: Plano de Gestão – Chapa Embarque na Luta

2019 | Refundação do DCE e Comissão Provisória de Gestão

Diante da necessidade de se regularizar a situação documental do DCE, diante do extravio de seus documentos constitutivos, foi organizada e realizada uma Assembleia Geral Estudantil de fundação no dia 30 de outubro de 2019. A Assembleia refundou o DCE, aprovou um Estatuto Social e elegeu uma Comissão Provisória de Gestão para dirigir o diretório enquanto for realizado o processo eleitoral para definição da Diretoria que assumirá a gestão 2020. Documentos do processo: Fundação e Estatuto

2020 | Gestão Contra Atacar

Durante o mês de novembro de 2019 ocorreu o processo eleitoral para escolha da Diretoria do DCE para o mandato de 2020. Duas chapas se candidataram no processo, a Chapa 1 – Maria Quitéria e a Chapa 2 – Contra Atacar. A eleição foi realizada no dia 19 de novembro e participaram 1.365 estudantes, sendo o sendo maior comparecimento às urnas da história da entidade. A Chapa 1 obteve 364 votos o que correspondeu a 26% dos votos válidos e a Chapa 2 obteve 994 votos o que correspondeu a 73% dos votos válidos.

A Chapa 2 foi formada por estudantes que compuseram as gestões 2018 e 2019 do DCE, assim como novos integrantes, tendo uma maioria de mulheres e pessoas LGBT+. A Chapa Contra Atacar fez uma campanha centrada no debate contra o processo de intervenção do Governo Federal na reitoria da universidade, a campanha foi polarizada, no entanto o resultado foi muito favorável à Chapara 2, o amplo apoio conquistado é atribuído ao descontentamento do segmento estudantil com o grupo que comanda a reitora e também demonstra apoio ao trabalho que vem sendo realizado pelo Diretório Central. A chapa eleita tomou posse em Reunião do Conselho de Entidades de Base no dia 28 de novembro de 2019. Acesse o Plano de Gestão da Chapa Contra Atacar.

________________
Se você possuir informações ou arquivos que possam contribuir com esses relatos sobre a história do DCE entre em contato conosco: ufgddce@gmail.com

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: